Saúde
/
Todo o País

MUDANÇAS QUE COMEÇAM POR SI

Sabia que a forma como encara a vida e como olha para os problemas pode contribuir, positiva ou negativamente, para o seu bem-estar psicológico? E que a nossa atitude, mais otimista ou mais pessimista, pode ter impacto até na recuperação de doenças físicas, nomeadamente doenças oncológicas?

É verdade e isto não são “tretas” de gente otimista, há mesmo evidência científica que comprova estes factos. No entanto, há pessoas tendencialmente mais otimistas que outras e muitas vezes, ouvimos as pessimistas dizerem: “Não há nada a fazer, eu sempre fui assim, mais negativa, mais pessimista… não é com esta idade que vou mudar!”.

Mas, desenganem-se, porque vamos sempre a tempo de mudar a nossa atitude perante as dificuldades ou problemas. Temos é que nos convencer que quase nada muda nas nossas vidas, por si só, se não formos nós a ter a iniciativa e a ser o motor dessas mudanças. A notícia positiva é que, desde que haja motivação, qualquer idade é uma boa idade para mudar de atitude perante a vida, encarando o envelhecimento, de forma natural, ativa e saudável. Mas, não basta planear as mudanças, querer ser mais otimista, há que operacionalizar essa mudança de perspetiva! E essa é a parte mais difícil de conseguir, porque nos obriga a sair da nossa “zona de conforto”, a desafiarmo-nos. Mas só não consegue mesmo, quem nunca tenta! O que perde em procurar ter uma atitude mais positiva perante a vida, promovendo assim um maior bem-estar psicológico? Nada. Só tem a ganhar!

Comece pelas palavras. Sim, as palavras têm muita força. Deixe de ver os problemas como “problemas”, mas antes como “desafios” a superar. Isso motiva-nos, dá-nos mais ânimo e confiança. Foque-se nas soluções. Muitas vezes, perdemos tempo demais a lamentarmo-nos e desperdiçamos energia que poderíamos focar na procura de uma solução. Não quer dizer que desabafar, não seja necessário e não alivie, mas posteriormente, temos que passar à ação e tomar as “rédeas da nossa vida” como elementos ativos e, não absorver passivamente, tudo o que nos sucede.
Aprenda a valorizar o lado positivo da vida. Viva, o melhor possível, o momento presente e disfrute. Não fique agarrado ao passado, nem excessivamente de olhos postos num futuro que ainda nem chegou. Deixe de sofrer por antecipação.

Se quer ser mais otimista e começar a ver o “copo meio cheio”, deixo a dica: nunca se esqueça que há mudanças que vêm e só podem vir mesmo de si! O potencial de mudança começa em si!
Fique atento(a) às próximas edições da Agenda Mais.

Sónia Gaudêncio
Psicóloga Clínica, Especialista em Psicogerontologia e Directora da ESTIMA +

Ver Mais
Amenities not found.