Saúde
/

MINDFULNESS: UM PRESENTE PARA TODOS

Não há motivos para se almejar longevidade senão para vivê-la plenamente.

Ter a cabeça aberta e praticar a atenção plena são apenas os primeiros exercícios para se encarar o envelhecimento com mais leveza.

Na sua base, o Mindfulness é um treino baseado na conexão “mente-corpo”, podendo ajudar na observação dos padrões de pensamentos e de emoções e nas suas experiências – boas, neutras ou negativas – o que interfere significativamente nas reacções. Traduzido para o Português como ‘Atenção Plena’, ele pode ser considerado um processo de auto-regulação da atenção com o objectivo de trazer uma qualidade da consciência não-elaborativa ao momento presente, dentro de uma orientação de curiosidade, abertura experiencial e aceitação (Bishop et al., 2004).

Parar 10 minutos por dia e fechar os olhos, relaxar e conectar-se consigo mesmo. Experimente! Esses serão os 10 minutos mais longos do seu dia, e os mais proveitosos.

O objectivo é fazer com que nós consigamos – com muito esforço, temos que admitir – relaxar a mente e ir de encontro ao nosso interior, coisa que hoje em dia já amenizaria uma série de problemas.

É com esse ímpeto de olhar para dentro na fase da vida pós 50 anos que a busca crescente por profissionais de saúde, como é o caso de psicólogos, tem como objectivo solucionar questões mal resolvidas do passado, organizar o dia-a-dia e aprender a lidar com as novas possibilidades. Se por um lado, a rotina faz questão de provar que não há tempo ou que ele passa depressa demais, por outro deparamo-nos com a questão da nossa finitude.

Quanto mais cedo melhor
Com o aumento da esperança de vida, o resultado de uma velhice tranquila será mais positivo o quanto antes nos focarmos em nós próprios, no nosso interior. Pode não resolver todos os problemas da terceira idade, que muitos já carregam há décadas, mas certamente conquistará metas significativas capazes de garantir melhor qualidade de vida.

Depressão e preocupações em relação a finanças, problemas crónicos de saúde, perda de entes queridos, amigos e a sua própria mortalidade, estão na lista das abordagens mais recorrentes.

A atenção plena pode ajudar a identificar o problema
A verdade é que todos precisam de ajuda, mas nem sempre essa ajuda necessita de vir a partir de um diagnóstico de uma doença como a depressão.

É nesse momento, novamente, que a prática de mindfulness torna-se uma aliada. À medida que se procura esvaziar a mente de pensamentos ou emoções e se passa a prestar atenção ao presente sem se apegar ao passado ou projectar o futuro, muita coisa pode ser descoberta.

Livre de Religião
A meditação Mindfulness é original do Budismo e tem cerca de 2000 anos. No entanto, todas as religiões praticam algum tipo de meditação, e esta técnica, tal como o Yoga, é algo que pode ser e é praticado por milhares de ateístas no Mundo.

Agora que já sabe o que é o Mindfulness e os benefícios que agrega, só tem uma forma de o comprovar: Experimente. Experimente sozinho ou, se preferir, em grupo para começar. Fique a saber que já existem grupos criados que promovem cursos, encontros e retiros de Mindfulness. Basta pesquisar na internet.

A sua Saúde agradece, e só assim seremos uma comunidade mais saudável!

Artigo desenvolvido por Escolha do Consumidor

Escolha Sénior
Dar voz aos consumidores!

Ver Mais
Amenities not found.